O que é Ecopsicologia

“Seu objetivo [da ecopsicologia] é superar o histórico e persistente abismo entre o psicológico e o ecológico, para ver as necessidades do planeta e as da pessoa como um continuum. Em busca de um maior grau de sanidade, ela começa onde muitos diriam que a sanidade sai de cena: no limiar do mundo não-humano.

De uma certa forma, nesse mútuo tecer da ciência, psiquiatria, poesia e política, as prioridades ecológicas do planeta passam a ser expressas por meio do mais privado trabalho espiritual.

O grito da Terra por ajuda contra o peso punitivo do sistema industrial que nós criamos é o nosso próprio grito por uma vida em escala e qualidade que liberte a cada um para tornarmo-nos a pessoa completa que, sabemos, nascemos para ser”.
Theodore Roszak

Nascida do encontro entre Ecologia e Psicologia, esta nova perspectiva nos ensina a entender melhor a nós mesmos e o mundo que nos rodeia reconhecendo que a natureza não é algo separado de nós, mas também nós somos “natureza”. Compreendendo isso, muda toda atitude e comportamento em relação ao meio ambiente que nos rodeia.

A correlação entre a atenção ao bem-estar interno individual e a atenção ao ambiente natural, com a consciência de quão importante é a natureza para o equilíbrio psíquico e espiritual do indivíduo é tão antiga quanto o mundo, mas no campo científico contemporâneo só adquiriu um nome e direção bem definidos desde a década de 1990. Pouco antes disso, muitos professores, terapeutas, assistentes sociais, médicos e filósofos, individualmente, desde os anos 70, perseguiram e aplicaram uma linha de pensamento e trabalho que vai nesse sentido de compromisso conjunto nas duas frentes. Os termos que distinguem isso sao muitos: psicologia verde, psicoecologia, ecopsicoterapia (ecotherapy), ecologia transpessoal, counseling xamânico, etc.

O termo “Ecopsicologia”, que unifica todos esses estudos, nasceu em 1989, dentro de um grupo na Universidade de Berkeley – Robert Greenway, Elan Shapiro, Alan Kanner e Mary Gomes – que se reuniam para discutir a contribuição que a psicologia poderia dar a uma gestão diferente da crise ecológica contemporânea. Uma parte desse grupo, que contribuiu para a reflexão, também incluiu Theodore Roszak, historiador de cultura. Em 1992, Theodore Roszak lançou o livro The Voice of the Earth: An Exploration of Ecopsychology, e em 1995 Roszak, Gomes e Kanner lançaram a coletânea de artigos Ecopsychology: Restoring the Earth, Healing the Mind. Essas duas obras lançaram mundialmente o movimento da Ecopsicologia. Em 1996, Fritjof Capra cita Roszak e a Ecopsicologia em seu livro A teia da vida, traduzido para o português em 1997.

A Ecopsicologia é uma maneira de ver o ser humano e o mundo não mais como se fossem duas coisas separadas e independentes, mas reconhecendo o quanto somos parte da vida e deste belo planeta verde e azul. Na Ecopsicologia, a Psicologia – que estuda o homem – e a Ecologia – que estuda o meio ambiente – se encontram e colaboram para descobrir quanta ajuda mútua essas duas ciências jovens podem dar para resolver cada um dos problemas mais atuais que estamos enfrentando.

 

Os princípios da Ecopsicologia

Theodore Roszak formalizou o termo “Ecopsicologia” em seu livro The voice of the Earth, A Voz da Terra, embora o termo já fosse usado em alguns casos para descrever o trabalho de outros psicólogos e ambientalistas em Berkeley. Theodore Roszak, que é pioneiro na pesquisa dos movimentos de contracultura, estava interessado em explorar o entrelaçamento da saúde planetária e do bem-estar humano. A ecopsicologia, segundo Roszak, visa superar as representações dualistas entre o que é ecológico e o que é psicológico. Ele continuou seu trabalho sugerindo uma série de “Princípios da Ecopsicologia”.
Leia mais

 

Uma abordagem transdisciplinar

A  Ecopsicologia  é  uma  abordagem  que  transita  entre  a  interdisciplinaridade  e  a transdisciplinaridade  e  é  resultado  da  proposta  de  diálogo  entre  a  Psicologia  e  a  Ecologia. A Ecopsicologia é interdisciplinar,  na medida em  se  apoia  em  conceitos  de  ambas  as  ciências – e  de  outras  relativas  à  Ciência  da Sustentabilidade – mas  reconhece  a  insuficiência  delas  para  a  construção  de  um  quadro amplo   de   compreensão   da   crise   ambiental   e   suas   correlações   com   a   Psique.   É transdisciplinar,  na  medida  em  que  vai  além  de  qualquer  disciplinaridade,  na  busca  de  um pensamento crítico e ao mesmo tempo integrador entre a consciência humana, seus modos de expressão e as realidades culturais, sociais e econômicas que cria e recria, no contexto natural de que elas proveem. É transdisciplinar , porque  foco  central  da  Ecopsicologia  são  as  relações  do  ser  humano  com  a  teia  da  vida.

 

Uma contribuição para a identidade terrestre

Em seu livro Terra Pátria, Edgar Morin – uma das figuras mais prestigiadas da cultura contemporânea francesa e internacional – convida todos a reconhecer que “cada um de nós vem da Terra, é da Terra, está na Terra”. O sociólogo nos convida a assumir a cidadania terrestre, nossa comunidade de destino. A identidade terrestre torna-se assim o próximo objetivo da consciência humana. Em seu livro Os sete saberes necessarios á educação do futuro, o “ensino da identidade terrestre” é o quarto ponto: “Hoje, o objetivo fundamental de toda a educação não é só para a sobrevivência da humanidade, é para civilizar e unificar a Terra e transformar a espécie humana em verdadeira humanidade. A educação do futuro deve ensinar uma ética da compreensão planetária “.
E é também a serviço dessa visão que opera a Ecopsicologia: despertar a consciência de uma identidade terrestre mais ampla, permite abordar o ambiente de uma forma que nos leve a nos sentir-nos espontaneamente uma parte ativa de ecossistemas gradualmente mais amplos e complexos. Além disso, a reconexão com a nossa identidade mais profunda promove a capacidade para operar como equipe em sinergia criativa e construtiva, essencial para o nosso futuro de sapiens.

 

Algumas das principais referências bibliográficas da Ecopsicologia

Existem muitos livros que exploram direta ou indiretamente o que faz parte do campo da Ecopsicologia. Aqui algumas dessas leituras sugeridas.
Bibliografia

 


Você quer saber mais sobre os diferentes campos onde essas idéias criam práticas, exercícios, serviços, crescimento pessoal?

Ecopsicologia na prática